IFA quer crescer mais estimulando inovações







Feira de Berlim bate recordes e atrai novos segmentos da indústria para estimular o consumidor.

Por Orlando Barrozo, enviado especial

A edição 2012 da IFA - principal feira de aparelhos de consumo da Europa - só acontecerá entre os dias 31 de agosto e 5 de setembro, em Berlim. Mas já está movimentando setores da indústria eletrônica. Reunidos no último fim de semana na cidade de Dubrovnik, na Croácia, executivos de várias empresas apresentaram seus planos para que o evento seja o maior dos seus quase 80 anos de história.

"O papel de um evento como esse é orientar o consumidor sobre as tendências do mercado", explicou Rainer Hecker, presidente da GFU, empresa que é dona do evento. "A indústria precisa mostrar ao público o verdadeiro valor dos produtos, e para isso a IFA pode contribuir muito", afirmou ele diante de 250 jornalistas de 52 países (entre eles, apenas um latinoamericano, justamente o representante da revista HOME THEATER & CASA DIGITAL).

Um dos caminhos para estimular o consumidor é dando maior visibilidade às inovações, segundo Christian Göke, diretor da IFA, que durante o evento revelou negociações em andamento para ampliar o evento com empresas de outros segmentos da indústria. Um destes seria o de desenvolvedores de aplicativos para Smart TVs, produto que atualmente puxa as vendas em todo o mundo.

Segundo Göke, a IFA 2012 já superou a do ano passado em número de expositores, atingindo a marca de 1.400 empresas confirmadas a mais de quatro meses de sua realização. Além disso, os organizadores esperam a quebra de outros recordes, como o de público (foram 239 mil visitantes em 2011), de jornalistas (6 mil) e de área para estandes (140 mil metros quadrados no ano passado).

"A maioria dos outros eventos do gênero é focada em empresas locais, mas a IFA está se consolidando como uma grande exposição internacional", disse Göke, lembrando que já foi resolvido um dos principais problemas do evento nos últimos anos: o acesso à capital alemã. Em maio, será inaugurado o novo aeroporto de Brandenburg, a cerca de 40km da cidade, com 76 vôos diretos vindos de diversas cidades do planeta e uma linha de trem ligando o centro de Berlim em apenas 15 minutos.

Com a prioridade dada ao Brasil, a direção da IFA pretende também incentivar a visita de empresários e executivos brasileiros, trabalho que está sendo coordenado pela Câmara de Comércio Brasil-Alemanha, com sede em São Paulo.

Para mais detalhes sobre a IFA 2012, acesse o site oficial do evento. E clique aqui para ver nossa cobertura da edição 2011.

Textos relacionados

IFA quer crescer mais ainda este ano
Tecnologias LED e smart puxam vendas de televisores
IFA também quer atrair desenvolvedores de apps
Executivos são contra "guerra de preços"
CES 2012 amplia espaço para sistemas sem fio
Evento mostra TVs que permitem atualizações
Pesquisa indica que convergência já é realidade
Brasil atrai cada vez mais interesse na Europa