Conexão Wi-Fi Direct ganha espaço no Brasil








Fabricantes introduzem a novidade em TVs, que agora podem se comunicar mesmo que não haja rede na residência.

As possibilidades que a tecnologia de comunicação sem fio trouxe inicialmente a computadores e notebooks estão se incorporando a vários outros aparelhos. TVs, players Blu-ray, sistemas de home theater, consoles de videogames, media centers... todos já podem funcionar em redes domésticas, via conexão Wi-Fi embutida no próprio aparelho ou com conector externo.

A mais recente inovação nessa área atende pelo nome de Wi-Di (Wi-Fi Direct). Desenvolvido pela Intel, esse padrão de comunicação permite que dois aparelhos se comuniquem entre si, mesmo sendo de marcas diferentes, sem necessidade de uma rede no local. Os primeiros produtos com certificação Wi-Di surgiram no ano passado, caso de TVs Sony e LG (mais detalhes aqui). Recentemente, a Samsung também adotou essa tecnologia que, entre outras vantagens, permite maior velocidade na transmissão dos dados do que a tradicional Bluetooth (assista a um vídeo de demonstração).

Quase todos os TVs top de linha das principais marcas comercializadas no Brasil já adotam a conexão Wi-Fi. Com isso, o consumidor consegue transferir para a tela do TV qualquer conteúdo que esteja armazenado em outro aparelho da casa, como computador, media center ou até o celular. O mesmo vale para os consoles de videogame de alta definição, como o novo PlayStation Vita, cujo conteúdo também pode ser compartilhado em redes Wi-Fi.

No segmento de áudio, essa tecnologia começa agora a ser mais utilizada. Sistemas de home theater de marcas como Samsung, Sony e LG permitem a reprodução de som pelas caixas acústicas traseiras sem necessidade de fios - o sinal é captado por sensores. Recentemente, a Harman do Brasil lançou uma caixa acústica do tipo soundbar que vem acompanhado de um subwoofer sem fio, permitindo ampliar o impacto dos graves na sala.

A disseminação das redes sem fio é um fenômeno mundial, conforme mostra um estudo divulgado recentemente nos EUA pela consultoria Strategic Analytics. O relatório estima que, em 2016, quase 900 milhões de residências (cerca de 50% do total) terão algum dispositivo com Wi-Fi. No Brasil, hoje, pouco mais de 20% da população usam esse recurso em algum eletrônico.

Fontes: TeleCompetitor, Reuters e Home Theater

 

Textos relacionados

Aparelhos conectados alavancam Wi-FI nas casas
Porta-retratos Wi-Fi mostra fotos do Facebook
Wi-Fi gratuito ainda fica apenas na promessa
TVs: novo padrão sem fio dispensa roteador  
Tablets e TVs: um bom casamento 
Mercado de aparelhos digitais já é de US$ 1,1 trilhão 
Porta-retratos permite ouvir rádios da internet
Apple investiga problemas no Wi-Fi do iPad 3 
Sony promete investir alto em dispositivos móveis 
Uma visita à fábrica do iPad, na China 
Como escolher (bem) seu roteador wireless 
Nove aeroportos brasileiros prometem Wi-Fi grátis 
Um guia para tirar as dúvidas sobre a conexão HDMI 
Comunicação na nuvem ainda enfrenta resistências 
CES 2012 amplia espaço para sistemas sem fio 
Vídeo: veja quais serviços de TV no celular você pode usar